Alemanha deverá manter rumo de recuperação em 2010

Especialistas da Crédito y Caución perspectivam uma aceleração da recuperação económica na Alemanha em 2010, apesar das restrições no acesso ao crédito.

Madrid - 15-fev-2010

No último trimestre de 2009, a Alemanha abrandou ligeiramente o ritmo da recuperação, após um crescimento de 0,4% no primeiro trimestre e 0,7% no segundo trimestre. Não obstante, a maioria dos economistas estão moderadamente optimistas para a evolução deste mercado em 2010, prevendo um crescimento económico entre 1,2% e 2,0%. Estas previsões antecipam uma intensificação no ritmo de recuperação, apesar de insuficiente para compensar a quebra registada no final de 2008/início de 2009.

Estas perspectivas ligeiramente positivas também têm reflexos no aumento dos níveis de confiança das empresas. Os sectores do Comércio, Energia, Farmacêutica e Alimentar apresentam sinais positivos, enquanto o oposto se verifica na Metalúrgica, Engenharia e sector Automóvel. Perspectiva-se ainda um cenário muito positivo na Indústria Química enquanto na Engenharia e nas Indústrias Gráficas o pessimismo prevalece.

De Janeiro a Setembro de 2009, o número de insolvências aumentou 11,2% em comparação com o período homólogo de 2008 (totaliza 24.717 casos) e reflectindo uma melhoria em relação ao aumento de 15,3% entre Janeiro e Julho do mesmo ano. Apesar da recuperação económica estima-se ainda um aumento de 10% na insolvência empresarial atingindo cerca de 32.200 empresas em 2009. Esta tendência deve persistir em 2010 para cerca de 35.500 insolvências enquanto o valor do crédito mal parado diminuirá consideravelmente em relação a 2009. Os sectores mais afectados serão o Automóvel, Metalomecânico e Engenharia. No ano passado, 90 empresas do sub-sector de fornecedores da Indústria Automóvel declararam insolvência: um aumento de 330% em relação a 2008. A Metalomecânica registou um aumento de 140% enquanto na Engenharia registou-se um aumento de 100% no mesmo período. O sector da Construção, Electrónica e Retalho foram os sectores menos afectados.

Em Novembro de 2009, o indicador da Frequência das Expectativas do Risco de Incumprimento (EDF Expected Default Risk Frequency) para a Alemanha caiu, comparativamente com o mês anterior, atingindo o nível mais baixo em 2009. Apesar de seguir numa tendência decrescente, os actuais níveis de EDF na Alemanha mantêm-se em valores próximos do dobro dos registados no Verão de 2008, revelando ainda um elevado risco de insolvência entre as empresas cotadas.

Desde meados de Dezembro de 2009, o Estado Alemão disponibilizou fundos em contrapartida do apoio de empresas privadas de seguros que cobrem riscos de crédito mal parado em contratos de aquisição de bens, trabalho e serviço. Este conceito foi desenvolvido pela seguradoras de crédito alemãs juntamente com o governo federal. O programa Top-Up Cover tem como objectivo permitir a atribuição de um seguro adicional a todos os fornecedores que já possuem um seguro de crédito.

As condições de crédito mais apertadas poderão dificultar o regresso a um crescimento mais robusto?

Apesar dos indicadores macroeconómicos da Alemanha serem positivos, mantém-se o perigo das restrições no acesso ao crédito dificultarem a recuperação da actividade empresarial e do crescimento económico. Até ao final de 2009, as queixas das empresas em relação a dificuldades no acesso ao crédito aumentaram. Em Dezembro do ano passado, 44,3% das empresas declararam que os empréstimos bancários tornaram-se restritivos, um número que significou um aumento de 1,4% em relação ao mês anterior, com a Indústria da Construção a demonstrar uma maior preocupação (50%).

Para combater uma possível crise de crédito em 2010, o Governo Alemão convocou, no início de Dezembro, uma cimeira com altos representantes de bancos e empresas. Dessa cimeira resultou uma promessa por parte dos bancos para providenciar mais crédito, especialmente para as pequenas e médias empresas (PME), e a nomeação de um mediador de crédito para promover o diálogo entre os bancos e as PME alemãs que têm acesso insuficiente ao crédito. Para além disso, foi ainda decidido que ambos os bancos, em conjunto com o banco estatal KfW, vão tentar reanimar o mercado de titularização que se encontra em colapso. Os especialistas da Crédito y Caución acreditam que este é um passo importante para a revitalização do mercado de refinanciamento para os bancos e para reforçar a possibilidade de concessão de crédito para novas empresas.

Apesar de todas as iniciativas de base política orientadas para evitar uma crise de crédito, a principal questão que se impõe passa por perceber como é que os bancos vão reagir à apresentação das contas de 2009. Se as decisões de concessão de crédito são baseadas apenas nas contas de 2009, desconsiderando a melhoria das perspectivas dos negócios, é possível assistirmos a uma crise de crédito. O desafio para os bancos será analisar as contas das empresas numa perspectiva de longo prazo.

Sector da Construção e Têxtil

A crise económica, que se sente desde Outono de 2008, começou a afectar o sector da Construção alemão seis meses depois do seu início. Entre Janeiro e Setembro de 2009, as encomendas diminuíram 7,5% e o volume de negócios caiu 6,8% comparativamente com o período homólogo de 2008. O comportamento do pagamento das empresas de construção não piorou em comparação com outros sectores, apesar de os atrasos nos pagamentos serem mais frequentes nas empresas de construção que trabalham com o sector público, no qual, por vezes, existem longos prazos de pagamento. A Crédito y Caución perspectiva que o actual desempenho do sector da Construção se prolongue em 2010, sustentado, principalmente, pelo continuado investimento público. Estima-se ainda um decréscimo inferior do volume de negócios comparativamente com 2009 (-1,5%). Perspectiva-se também uma ligeira recuperação da construção de habitação, enquanto a construção executada para o sector público aumente 8%. Para essa recuperação contribui ainda a construção de infra-estruturas e projectos de obras públicas previstos no pacote de estímulo aprovado em 2009 e que começarão a ser executadas em 2010. A construção no sector Comercial deverá apenas recuperar após uma recuperação sólida e duradoura da economia. Estima-se que o volume de negócios decresça até 10% em 2010.

No sector Têxtil e Vestuário, e entre Outubro de 2008 e Outubro de 2009, o número de trabalhadores diminuiu 10,4%, sendo certo que esta tendência vai manter-se a médio prazo. O volume de negócio diminuiu 16,8%, ficando os produtores de componentes mais afectados (-20,6%), enquanto o segmento de vestuário foi menos atingido (-12%). Com a queda das exportações e menos encomendas dos retalhistas alemães, a produção decresceu numa escala de dois dígitos. O consumo privado tem tendência a deteriorar-se em 2010, devido à subida dos preços das matérias e do desemprego e também devido a uma maior taxa de poupança. Isto poderá afectar negativamente todo o sector têxtil, traduzindo-se em menos clientes, menor volume de negócios e aumento da pressão sobre os preços.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais
GPS youtube.com Regista um ID único em dispositivos móveis para permitir o rastreamento com base na localização geográfica do GPS. 1 dia HTTP
VISITOR_INFO1_LIVE youtube.com Procura estimar a largura de banda dos utilizadores em páginas com vídeos do YouTube integrados. 179 dias HTTP
1P_JAR youtube.com Este cookie fornece informações sobre a utilização do website pelo utilizador final e sobre a publicidade que o utilizador final viu antes de visitar o website. 2 anos HTTP
PREF youtube.com Regista um ID único que se usa para gerar dados estatísticos sobre como o visitante utiliza os videos do You Tube nos diferentes websites. 8 meses HTTP
IDE youtube.com Utilizado pelo Google DoubleClick para registar e comunicar a acção do utilizador do Website após visualizar ou clicar num dos anúncios do anunciante, com o objectivo de medir a eficácia de um anúncio e apresentar anúncios direccionados ao utilizador. 1 ano HTTP
YSC youtube.com Regista uma identificação única para obter informações estatísticas sobre os vídeos do YouTube que o utilizador visualizou. sessão HTTP

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais
a_sescyc creditoycaucion.es Este cookie é necessário para o serviço de balanceador de carga 1 dia HTTP
JSESSIONID creditoycaucion.es Cookie de servidor Web para manter o estado da sessão do visitante entre pedidos de páginas. sessão HTTP
NID google.com Necessário para o funcionamento do reCaptcha. Grava um código para evitar a usurpação de identidade do utilizador. 2 anos HTTP
TS# creditoycaucion.es Este cookie é necessário para o serviço de balanceador de carga. sessão HTTP

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais
_gat Script inline Usado pelo Google Analytics para reduzir a taxa de pedidos. 1 dia HTTP
_gat_UA-# Script inline Usado pelo Google Analytics para reduzir a taxa de pedidos. 1 dia HTTP
_gid googletagmanager.com Regista um ID único que se usa para gerar dados estatísticos sobre como o visitante usa o site. 1 dia HTTP
_ga googletagmanager.com Regista um ID único que se usa para gerar dados estatísticos sobre como o visitante usa o site. 2 anos HTTP
_gcl_au googletagmanager.com Usado pelo Google AdSense para experimentar a eficácia da publicidade em sites que utilizam os seus serviços. 3 meses HTTP

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais

Os cookies são pequenos arquivos de texto que as páginas web podem usar para tornar a experiência do usuário mais eficiente. A lei estabelece que podemos armazenar cookies no seu dispositivo se forem estritamente necessários para o funcionamento desta página. Para todos os outros tipos de cookies precisamos da sua permissão. Esta página utiliza diferentes tipos de cookies. Alguns cookies são colocados por serviços de terceiros que aparecem nas nossas páginas. A qualquer momento pode alterar ou retirar seu consentimento na "Declaração de Cookies" no nosso website. Saiba mais sobre quem somos, como pode entrar em contato connosco e como processamos os dados pessoais na nossa "Política de Privacidade".

 

O seu consentimento aplica-se aos seguintes domínios: www.creditoycaucion.es