Economia australiana encontra-se numa fase de transição

Apesar da volatilidade da economia mundial, o comportamento económico da Austrália tem sido claramente bom nos últimos anos, em comparação com outros países avançados.

Madrid - 17-set-2014

O comportamento da economia Australiana tem sido particularmente bom nos últimos anos, quando comparado com a maioria dos países avançados e apesar da volatilidade da economia mundial. Este fato deve-se, principalmente, à retoma do investimento na mineração, impulsionada por uma elevada procura, especialmente por parte da China. Não obstante, em 2013 o crescimento do PIB abrandou, alcançando os 2,4%, situando-se abaixo dos 3,6% alcançados em 2012, tendo em conta um declínio do investimento, uma quebra do crescimento das despesas no consumo e um dólar australiano forte.

A Crédito y Caución prevê que o investimento no setor mineiro diminua ainda mais entre 2014 e 2016, à medida que se concretizem os grandes projetos de gás natural liquefeito [GNL]. Em contrapartida, 2014 regista um aumento nas despesas de consumo e de habitação e uma recuperação modesta de investimentos em setores não mineiros. O primeiro trimestre de 2014 foi marcado por um aumento pronunciado das exportações australianas. O Banco da Reserva da Austrália tem mantido desde agosto de 2013 a sua taxa de juro de referência nos 2,5%, um nível baixo nunca antes visto, com o propósito de incentivar o crescimento económico, principalmente nos setores alheios à mineração. A Crédito y Caución prevê que o crescimento do PIB aumente até atingir os 2,9% este ano e os 2,6% em 2015.

A economia australiana encontra-se numa fase de transição: ao mesmo tempo que se observa uma quebra de investimentos no setor mineiro, regista-se um crescimento da produção e exportação de matérias-primas a granel, como é o caso do minério de ferro, do carvão e do GNL, o que contribui para o aumento do crescimento. Porém, esta situação não será suficiente para que a taxa de crescimento económico volte à sua tendência anterior: será necessário que se recupere o investimento em setores não mineiros para que se registe um crescimento económico sustentado e a longo-prazo.

Crescimento moderado do consumo privado

A política monetária que se traduz em taxas de juro baixas, aplicada pelo Banco da Reserva apoiou o consumo doméstico e a construção de habitações durante 2013 e parte de 2014. É possível que esta situação se mantenha, especialmente enquanto a inflação permanecer sob controlo. O desemprego aumentou de 5,2% em 2012 para 5,6% em 2013, devido principalmente às mudanças no setor mineiro. É esperado que o desemprego comporte um aumento moderado este ano: até alcançar o valor de 5,8%. O setor mineiro foi o impulsionador de um elevado incremento de investimentos de capital fixo, 7,7% em 2011 e 8,6% em 2012, mas existem sinais claros de que deixou de contribuir para o crescimento, se tivermos em conta que o investimento neste setor atingiu o seu ponto alto em finais de 2012. Espera-se que o ritmo de declínio acelere com a concretização dos grandes projetos de GNL, o que implica uma diminuição dos investimentos no âmbito da mineração de 14% em 2014 e 22% em 2015.

Ainda que se tenha observado um aumento modesto no início de 2014 dos investimentos noutros setores, muitas são as empresas que continuam a derivar os investimentos na expectativa que se registe uma melhoria sustentada da procura. Por consequência, espera-se que os investimentos em capital fixo voltem a diminuir 1% em 2014.

O dólar australiano é sobrevalorizado

O valor do dólar australiano cresceu frente ao dólar americano, quando os preços das exportações nacionais de minerais, como o ferro e o carvão, aumentaram entre 2009 e 2011. Apesar da descida de preços desde finais de 2011, o valor do dólar australiano continuou elevado, de forma histórica, por diversos motivos, entre os quais, pela força relativa da economia australiana e pela diferença face às taxas de juro a nível interno e internacional. O valor relativamente alto do dólar australiano sobressaiu no setor turístico e na procura externa dos seus produtos fabricados e serviços relacionados com a educação. A indústria transformadora teve problemas para competir com as importações, sendo que foram os setores nacionais de produção de aço e de automóveis os que mais sofreram.

O clima de insolvência

Em 2008 e 2009, os casos de insolvência de empresas aumentaram drasticamente na Austrália, apesar do país ter conseguido escapar à recessão, tendo-se mantido, desde então num nível historicamente alto. O número de empresas em processo de falência é atualmente um terço mais alto que em 2007. Na austrália, o ano fiscal situa-se entre 1 de julho a 30 de junho do ano seguinte. É esperado que o ano fiscal de 2014 registe um ligeiro decréscimo destes casos, após a estabilização observada no exercício anterior. O número de casos de empresas em processo de insolvência desceu 5% no período de nove meses compreendido entre julho de 2013 e março de 2014.

Sobre a Crédito y Caución

A Crédito y Caución é um dos operadores líderes em seguro de crédito interno e de exportação em Portugal, com uma quota de mercado de 23%. A Crédito y Caución contribui para o crescimento das empresas, há mais de 85 anos, protegendo-as dos riscos associados às vendas a crédito de bens e serviços. Desde 2008 é o operador do Grupo Atradius em Espanha, Portugal e Brasil.

O Grupo Atradius é o operador global de seguros de crédito, presente em 50 países, que tem acesso a informação de crédito em mais de 100 milhões de empresas em todo o mundo.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais
GPS youtube.com Regista um ID único em dispositivos móveis para permitir o rastreamento com base na localização geográfica do GPS. 1 dia HTTP
VISITOR_INFO1_LIVE youtube.com Procura estimar a largura de banda dos utilizadores em páginas com vídeos do YouTube integrados. 179 dias HTTP
1P_JAR youtube.com Este cookie fornece informações sobre a utilização do website pelo utilizador final e sobre a publicidade que o utilizador final viu antes de visitar o website. 2 anos HTTP
PREF youtube.com Regista um ID único que se usa para gerar dados estatísticos sobre como o visitante utiliza os videos do You Tube nos diferentes websites. 8 meses HTTP
IDE youtube.com Utilizado pelo Google DoubleClick para registar e comunicar a acção do utilizador do Website após visualizar ou clicar num dos anúncios do anunciante, com o objectivo de medir a eficácia de um anúncio e apresentar anúncios direccionados ao utilizador. 1 ano HTTP
YSC youtube.com Regista uma identificação única para obter informações estatísticas sobre os vídeos do YouTube que o utilizador visualizou. sessão HTTP

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais
a_sescyc creditoycaucion.es Este cookie é necessário para o serviço de balanceador de carga 1 dia HTTP
JSESSIONID creditoycaucion.es Cookie de servidor Web para manter o estado da sessão do visitante entre pedidos de páginas. sessão HTTP
NID google.com Necessário para o funcionamento do reCaptcha. Grava um código para evitar a usurpação de identidade do utilizador. 2 anos HTTP
TS# creditoycaucion.es Este cookie é necessário para o serviço de balanceador de carga. sessão HTTP

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais
_gat Script inline Usado pelo Google Analytics para reduzir a taxa de pedidos. 1 dia HTTP
_gat_UA-# Script inline Usado pelo Google Analytics para reduzir a taxa de pedidos. 1 dia HTTP
_gid googletagmanager.com Regista um ID único que se usa para gerar dados estatísticos sobre como o visitante usa o site. 1 dia HTTP
_ga googletagmanager.com Regista um ID único que se usa para gerar dados estatísticos sobre como o visitante usa o site. 2 anos HTTP
_gcl_au googletagmanager.com Usado pelo Google AdSense para experimentar a eficácia da publicidade em sites que utilizam os seus serviços. 3 meses HTTP

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais

Os cookies são pequenos arquivos de texto que as páginas web podem usar para tornar a experiência do usuário mais eficiente. A lei estabelece que podemos armazenar cookies no seu dispositivo se forem estritamente necessários para o funcionamento desta página. Para todos os outros tipos de cookies precisamos da sua permissão. Esta página utiliza diferentes tipos de cookies. Alguns cookies são colocados por serviços de terceiros que aparecem nas nossas páginas. A qualquer momento pode alterar ou retirar seu consentimento na "Declaração de Cookies" no nosso website. Saiba mais sobre quem somos, como pode entrar em contato connosco e como processamos os dados pessoais na nossa "Política de Privacidade".

 

O seu consentimento aplica-se aos seguintes domínios: www.creditoycaucion.es