A recuperação da França abre oportunidades à exportação em 2014

A França, um dos principais mercados de exportação portuguesa, protagonizará uma nova recuperação ao nível do crescimento em 2014 e 2015, impulsionada em grande medida pela melhoria do seu mercado interno.

Madrid - 30-jun-2014

 
França, um dos principais mercados da exportação portuguesa, protagonizará uma nova recuperação do crescimento em 2014 e 2015. Depois de um aumento moderado de 0,3% em 2013, a Crédito y Caución prevê que o PIB da França aumente 0,9% em 2014 e 1,3% em 2015, impulsionado pela melhoria do consumo privado, dos investimentos, do setor industrial e das exportações.
 
A confiança dos consumidores caiu acentuadamente desde 2012 até ao primeiro semestre de 2013, devido à debilidade das perspetivas económicas, das subidas de impostos que desencorajaram as despesas relativas ao consumo, e ao crescimento do desemprego. Desde então, a confiança dos consumidores aumentou num ambiente de melhoria da economia. O consumo privado, que sempre contribuiu em grande medida para o crescimento económico francês, crescerá 0,8% em 2014 e 1,1% em 2015, abrindo novas oportunidades para as empresas portuguesas.
 
A produção industrial francesa, que diminuiu 1,1% face ao período homólogo em 2013, deu mostras de recuperação nos últimos meses. A confiança empresarial foi recuperada novamente desde o segundo semestre de 2013. O prognóstico para a produção industrial é que cresça 1% este ano e um 1,7% em 2015. Embora este seja um indicador positivo, depois de dois anos de contração da produção industrial, esta recuperação ficará limitada devido às quedas de 2012 e 2013.

Os investimentos voltaram a ser recuperados no quarto trimestre de 2013, depois de sofrerem diminuições em todos os trimestres desde o início de 2012. A incerteza económica sobre a regulação dos encargos fiscais e contribuições sociais para as empresas, para além das baixas margens de benefícios, levaram muitas empresas francesas a paralisar os seus investimentos. As previsões para o investimento empresarial em 2014 foram revistas em alta em todos os meses, desde janeiro, situando-se, atualmente, num modesto aumento de 1,1%. Para 2015 prevê-se um aumento notável de 2,4%.

O crescimento das exportações vai manter-se moderado. Depois do crescimento do ano passado de 0,8%, espera-se que alcancem1,8% em 2014 e 3,2% em 2015. A França viu a sua competitividade internacional debilitada, bem como a sua participação no total das exportações mundiais, sendo que a sua participação no total das exportações mundiais caiu em um terço desde 2002.

 

Voltará a França a não cumprir com Maastricht?

A crise de crédito de 2008, as posteriores medidas de estímulo do Governo e a modesta recuperação, geraram um aumento pronunciado da dívida pública nos últimos anos: desde 67% do PIB em 2008 até 94% em 2013. O défice público em 2013 foi reduzido apenas em 4,3%, não cumprindo com o objetivo de 4,1%. De acordo com a Cour de Comptes, a instituição máxima de fiscalização da França, no ano passado, quatro quintos da consolidação das finanças públicas deveram-se às subidas de impostos, em vez dos cortes nos gastos.

No final de abril de 2014, o parlamento francês concordou cortar 50.000 milhões de euros em despesa pública com o objetivo de financiar uma diminuição da pressão fiscal das empresas. Em princípio, o Governo francês fixou como objetivo um défice de 3% em 2015 para cumprir o limite de défice de Maastricht. No entanto, mesmo considerando as medidas do novo orçamento, a Comissão Europeia prevê que o défice orçamental diminua até cerca de 3,9% do PIB em 2014 e 3,4% do PIB em 2015. Esta seria a terceira vez em sete anos que a França não cumpre com os objetivos de défice da União Europeia, que inicialmente se comprometeu a manter.


 
A situação das insolvências

Depois de experimentar crescimentos anuais desde 2007 até 2009, o número de insolvências empresariais diminuiu em 2010 e 2011, em 5% e 1% respetivamente. Não obstante, devido à estagnação da economia francesa em 2012 e 2013, as insolvências voltaram a aumentar 2,4%. Tendo em vista a recuperação económica moderada prevista, a Crédito y Caución espera uma melhoria da situação das insolvências em 2014. Contudo, o número atual de insolvências de empresas excede em mais de 20% o de 2007.

2013 não foi um ano positivo para o setor da construção em França. A previsão de Crédito y Caución é que esta atividade mantenha a sua autonomia em 2014. Os principais atores pressionam os subcontratados, ao mesmo tempo que cresce a concorrência das empresas italianas, espanholas e portuguesas, devido à sua pretensão de aumentar a sua quota de mercado em França, para compensar as perdas sofridas nos seus mercados nacionais. O financiamento é um motivo de preocupação importante para as construtoras francesas, depois de dois anos de resultados deficientes e uma procura escassa. O comportamento de pagamentos do setor foi mau durante os últimos dois anos.

A construção tem a proporção mais elevada no número total de insolvências empresariais da França, em cerca de 30%.  Em 2013, o número de insolvências foi muito elevado, quase tanto como em 2009, no momento mais difícil da crise de crédito. Os setores mais afetados são o da construção e carpintaria, os quais se viram prejudicados pela queda na construção de casas novas. Não prevemos que as insolvências da construção se mantenham mais este ano, mas vão manter os seus níveis elevados.

A alimentação continua a beneficiar da sua reputação em produtos como os vinhos, os champanhes e queijos, e pode atribuir-se algumas marcas genuinamente mundiais na indústria alimentar. Contudo, a maioria das 13.000 empresas alimentares francesas são pequenas: 75% delas tem menos de 20 empregados.

Até agora, o setor demonstrou uma grande capacidade de recuperação, mas a conjuntura do mercado verificou-se mais difícil, como consequência das flutuações de preços das matérias-primas e das relações tensas entre as empresas agroalimentares e as principais cadeias retalhistas.

Simultaneamente, os consumidores ficaram mais sensíveis aos preços, devido aos débeis resultados económicos e ao maior desemprego. Uma vez que as empresas enfrentam custos de produção crescentes, diminuíram as margens brutas. Por conseguinte, é frequente que as empresas alimentares francesas não possam investir o suficiente, e isso produz um efeito adverso na sua competitividade relativamente a outras empresas alimentares europeias.

Diante destes desafios, a indústria encontra-se a desenvolver uma estratégia de reorganização e concentração mediante diversas fusões e alianças, especialmente nos setores de lacticínios e carne. O objetivo é que as empresas alcancem a dimensão crítica necessária para fortalecer o seu poder de negociação com os distribuidores, fomentar as suas vendas a nível internacional e concentrar-se na sua atividade principal ou em menos segmentos.

Sobre a Crédito y Caución
 
A Crédito y Caución  é um dos operadores líderes em seguro de crédito interno e de exportação em Portugal, com uma quota de mercado de 23%. A Crédito y Caución contribui para o crescimento das empresas, há mais de 85 anos, protegendo-as dos riscos associados às vendas a crédito de bens e serviços. Desde 2008 é o operador do Atradius em Portugal, Espanha e Brasil.

Atradius é o operador global de seguros de crédito, presente em 50 países, que tem acesso a informação de crédito em mais de 100 milhões de empresas em todo o mundo. O operador global consolida a sua actividade no âmbito do Grupo Catalana Occidente.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais
_gid googletagmanager.com Regista um ID único que se usa para gerar dados estatísticos sobre como o visitante usa o site. 1 dia HTTP
_gat Script inline Usado pelo Google Analytics para reduzir a taxa de pedidos. 1 dia HTTP
_gat_UA-# Script inline Usado pelo Google Analytics para reduzir a taxa de pedidos. 1 dia HTTP
_gcl_au googletagmanager.com Usado pelo Google AdSense para experimentar a eficácia da publicidade em sites que utilizam os seus serviços. 3 meses HTTP
_ga googletagmanager.com Regista um ID único que se usa para gerar dados estatísticos sobre como o visitante usa o site. 2 anos HTTP

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais
NID google.com Necessário para o funcionamento do reCaptcha. Grava um código para evitar a usurpação de identidade do utilizador. 2 anos HTTP
TS# creditoycaucion.es Este cookie é necessário para o serviço de balanceador de carga. sessão HTTP
a_sescyc creditoycaucion.es Este cookie é necessário para o serviço de balanceador de carga 1 dia HTTP
JSESSIONID creditoycaucion.es Cookie de servidor Web para manter o estado da sessão do visitante entre pedidos de páginas. sessão HTTP

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Nome Fornecedor Finalidade Validade Tipo Informações adicionais
VISITOR_INFO1_LIVE youtube.com Procura estimar a largura de banda dos utilizadores em páginas com vídeos do YouTube integrados. 179 dias HTTP
PREF youtube.com Regista um ID único que se usa para gerar dados estatísticos sobre como o visitante utiliza os videos do You Tube nos diferentes websites. 8 meses HTTP
IDE youtube.com Utilizado pelo Google DoubleClick para registar e comunicar a acção do utilizador do Website após visualizar ou clicar num dos anúncios do anunciante, com o objectivo de medir a eficácia de um anúncio e apresentar anúncios direccionados ao utilizador. 1 ano HTTP
GPS youtube.com Regista um ID único em dispositivos móveis para permitir o rastreamento com base na localização geográfica do GPS. 1 dia HTTP
1P_JAR youtube.com Este cookie fornece informações sobre a utilização do website pelo utilizador final e sobre a publicidade que o utilizador final viu antes de visitar o website. 2 anos HTTP
YSC youtube.com Regista uma identificação única para obter informações estatísticas sobre os vídeos do YouTube que o utilizador visualizou. sessão HTTP

Os cookies são pequenos arquivos de texto que as páginas web podem usar para tornar a experiência do usuário mais eficiente. A lei estabelece que podemos armazenar cookies no seu dispositivo se forem estritamente necessários para o funcionamento desta página. Para todos os outros tipos de cookies precisamos da sua permissão. Esta página utiliza diferentes tipos de cookies. Alguns cookies são colocados por serviços de terceiros que aparecem nas nossas páginas. A qualquer momento pode alterar ou retirar seu consentimento na "Declaração de Cookies" no nosso website. Saiba mais sobre quem somos, como pode entrar em contato connosco e como processamos os dados pessoais na nossa "Política de Privacidade".

 

O seu consentimento aplica-se aos seguintes domínios: www.creditoycaucion.es