Oportunidades de exportação em África

A criação da Zona de Livre Comércio Continental Africana ampliará as oportunidades comerciais dentro e fora do continente africano
 

Lisboa - 09-set-2021

 

 

 

O arranque oficial da Zona de Comércio Livre Continental Africana (AfCFTA) em 2021, que pretende consolidar a longo prazo o maior bloco comercial do mundo em termos de países participantes, ampliará as oportunidades comerciais dentro e fora do continente africano. Trinta e seis países já ratificaram o acordo, embora apenas 11 tenham validado os planos de ação necessários para a sua aplicação. De facto, oito meses após a sua entrada em vigor, apenas o Egito, o Gana e a África do Sul estabeleceram as infraestruturas e os procedimentos aduaneiros necessários para o comércio no quadro do AfCFTA.

 

O AfCFTA pretende eliminar as tarifas sobre a maioria dos bens e serviços, liberalizar o comércio de serviços essenciais e abordar os obstáculos não tarifários ao comércio interno. O objetivo final é ter um mercado único com livre circulação de mão de obra e capital. Quanto ao comércio de mercadorias, o plano é que nos próximos cinco anos as tarifas aduaneiras se reduzam a zero para 90% das mercadorias. Há uma exceção para os países menos desenvolvidos, que têm um prazo de dez anos. As tarifas sobre bens sensíveis a 7%, como o açúcar, motociclos e têxtil, serão liberalizadas num período mais longo, e estão excluídas 3% das mercadorias. Alguns países pequenos, o chamado grupo dos sete, recebem um tratamento especial: é-lhes permite liberalizar menos bens e têm um período mais amplo para reduzir as tarifas. No que respeita aos serviços, o plano inicial centra-se em cinco setores de serviços prioritários: financeiros, transporte, viagens, comunicações, serviços empresariais e turismo.  

 

De acordo com o último estudo divulgado pela Crédito y Caución, as tendências protecionistas de alguns países, a falta de infraestruturas, a incerteza política e a debilidade das finanças públicas e do setor bancário são os principais obstáculos à implementação do acordo. No entanto, a seguradora de crédito espera que a maioria das economias africanas beneficie do AfCFTA, sobretudo no que se refere à eliminação das barreiras não tarifárias. Se plenamente aplicado, o acordo poderia impulsionar o potencial do continente africano, criando oportunidades para as empresas locais e estrangeiras. 

 

A aplicação progressiva do AfCTA não só aumentará o comércio inter-regional, que agora apenas representa 17% do total, como apoiará o comércio com o resto do mundo, atrairá investimentos estrangeiros diretos, desenvolverá cadeias de fornecimento regionais e acelerará o crescimento do PIB. A Crédito y Caución prevê que as economias relativamente abertas e diversificadas com vínculos comerciais estabelecidos sejam as que mais irão beneficiar com a sua aplicação. Isto refere-se a grandes economias abertas como a África do Sul, Marrocos ou Tunísia, mas também a centros de comércio regionais como o Senegal, o Quénia ou a Costa do Marfim.

 

Sobre a Crédito y Caución


Crédito y Caución é uma das marcas líderes em seguro de crédito interno e de exportação em Portugal, com uma quota de mercado de 25%. A Crédito y Caución contribui para o crescimento das empresas, protegendo-as dos riscos de incumprimento associados a vendas a crédito de bens e serviços. A marca Crédito y Caución também está presente em Espanha e no Brasil. No resto do mundo opera como Atradius. Somos um operador global de seguro de crédito presente em mais de 50 países.  A nossa actividade consolida-se no Grupo Catalana Occidente.
 

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.