Níveis de insolvências judiciais crescem 6,9% no segundo trimestre de 2010

No segundo trimestre de 2010, Portugal registou 1565 novos processos de insolvência, número que representa um aumento de 6,9% relativamente aos valores registados no primeiro trimestre.

Madrid - 20-jul-2010

No segundo trimestre de 2010, Portugal registou 1565 novos processos de insolvência, número que representa um aumento de 6,9% relativamente aos valores registados no primeiro trimestre. Esta é uma das conclusões analisadas pelo Departamento de Gestão de Risco da Crédito y Caución, que acompanha de perto os processos de insolvência publicados no Diário da República.

O aumento significativo dos níveis de insolvência empresarial teve início no primeiro trimestre de 2009, chegando a superar um milhar de processos trimestrais. Em 2008, o total anual de processos tinha sido de cerca de 500. Após seis trimestres consecutivos de crescimento gradual, os números referentes ao último trimestre mostram, pela primeira vez, a concentração de mais de 1500 processos em apenas três meses.

Apesar de ter registado uma queda de 5,3%, um em cada três processos de insolvências continua a envolver  empresas directamente relacionadas com o sector dos serviços. O segundo sector mais afectado é o da construção, que cresce ligeiramente, seguido do sector têxtil e da alimentação/distribuição, que registam quedas acentuadas em torno dos 20%.

A análise inter-trimestral da Crédito y Caución regista uma recuperação em sete sectores e o aumento das insolvências em oito. Em comparação com o primeiro trimestre, a maior intensidade foi registada no sector do papel e artes gráficas [58%], nas peles [50%] e no sector da madeira e mobiliário [43%]. Em contrapartida, os sectores que registam uma melhoria significativa são os dos electrodomésticos [55%], máquinas e ferramentas [40%] e instalações [28%].

O ano de 2010 está a marcar o início da mudança de ciclo, mas persistem alguns factores de incerteza como é o caso da reactivação do crédito financeiro.

De acordo com a análise feita pela Crédito y Caución, a incapacidade de muitas Pequenas e Médias Empresas poderem financiar o circulante e melhorar a tesouraria devido às dificuldades no acesso ao crédito, é um dos principais factores que pressionam a entrada de processos de insolvência judicial.

Neste cenário, o seguro de crédito está a começar a oferecer soluções orientadas para garantir a liquidez das empresas seguradas, nomeadamente através da antecipação do adiantamento das indemnizações subjacentes à apólice.

Neste sentido, para evitar a entrada neste tipo de processos de insolvência que são nove em cada dez casos de liquidação do tecido produtivo é aconselhável que as empresas aumentem a vigilância do risco, analizando os riscos comerciais associados a cada um dos clientes. Estabelecer limites de crédito que coincidam com precisão com os níveis de crédito aceitáveis nestas situações, pode ser a chave para as empresas se protegerem de uma perda desnecessária ou de uma eventual situação de insolvência do cliente.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.