Níveis de insolvência em Portugal crescem 7% no primeiro trimestre de 2010

No primeiro trimestre de 2010 foram registados 1.464 novos processos de insolvência em Portugal, o que representa um agravamento de 7% face ao trimestre anterior.

Madrid - 11-mai-2010

Esta é uma das conclusões dos especialistas da Área de Administração de Riscos da Crédito y Caución, que acompanha de perto as insolvências judiciais publicadas em Diário da República.

O agravamento consecutivo dos níveis de insolvência empresarial iniciou-se no primeiro trimestre de 2009 e a partir do segundo trimestre do mesmo ano manteve-se em cerca de 1.300 processos trimestrais.

Em 2009, este comportamento foi transversal a todos os sectores, excepto no sector das Madeiras e Mobiliário e no sector Automóvel. Os dados apresentados revelam a deterioração deste parâmetro no sector dos Brinquedos, que é actualmente o sector que apresenta uma tendência mais acentuada de agravamento, tendo aumentado 250%, em relação ao quarto trimestre de 2009. Nestes primeiros três meses do ano, o sector da Máquinas/Ferramentas registou um aumento de 54% relativamente ao último trimestre de 2009. Ainda entre os sectores que registaram um maior agravamento do seu nível de insolvências, destaque para o sector da Alimentação/Distribuição que atingiu 30% de crescimento.

Ao analisar os dados do primeiro trimestre, identificam-se algumas tendências importantes de evolução no curto-prazo das insolvências. Efectivamente, em seis dos 17 sectores analisados regista-se uma diminuição do número de insolvências judiciais registadas, como por exemplo, o sector das Peles e Curtumes que regista um decréscimo de 24%.

`Se à evolução deste indicador juntarmos as últimas notícias relativas ao rating atribuído a Portugal confirmamos as incertezas que já tinhamos relativamente à situação económica Portuguesa e podemos concluir que o fim de crise está agora mais longe do que anteriormente previsto. Neste quadro, é importante que as empresas não deixem de reforçar os seus sistemas de gestão do risco de crédito de forma a detectar as ameaças de morosidade e incumprimento que entretanto continuarão a marcar o seu quotidiano´ salienta Paulo Morais, Director da Crédito y Caución para Portugal e Brasil.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.