O ambiente global aumenta os riscos de insolvência empresarial

A Crédito y Caución prevê que as insolvências desçam apenas 3% nos mercados desenvolvidos em 2016, o pior desempenho desde 2012.

Madrid - 18-fev-2016

Em 2016 muitos mercados avançados registarão um aumento dos riscos para fazer negócios, segundo o último relatório da Crédito y Caución. Depois do bom comportamento de 2015, as perspetivas de risco contempladas pela seguradora de crédito líder em Portugal vão descer bruscamente. A seguradora espera muito pouca ou nenhuma melhoria na maioria dos mercados em ambientes instáveis devido aos baixos preços do petróleo, à normalização monetária dos Estados Unidos e aos efeitos incertos da desaceleração dos mercados emergentes.

Os preços baixos das matérias-primas continuarão a pressionar as perspetivas das economias dependentes da exportação de produtos básicos, como a Austrália ou a Noruega, que representam mais de 60% do total. Os Estados Unidos e o Canadá também enfrentam a pressão dos preços baixos do petróleo. Uma alteração na política monetária da Reserva Federal poderia encarecer o acesso à liquidez financeira das empresas norte-americanas, mas aumentaria o atrativo dos ativos norte-americanos para os investidores internacionais face a outras zonas do mundo.

Em países da Ásia-Pacífico como a Austrália, Japão ou Nova Zelândia, as turbulências nos mercados emergentes, geradas pela desaceleração da China, e os preços baixos das matérias-primas são um obstáculo para as empresas. A diminuição da procura nos emergentes, juntamente com a debilidade das moedas nacionais, também afetará, em 2016, as empresas exportadoras da zona euro, Estados Unidos, Reino Unido e Dinamarca.

Recuperação da zona euro

Na zona euro, a solidez da recuperação deveria levar a uma melhoria do ambiente de negócio. O relatório prevê uma descida de 5% nos níveis de insolvência agregada na zona euro. Esta melhoria representa somente metade da verificada em 2014, quando a economia era muito mais frágil. Os níveis de falência empresarial em 2016 vão continuar a estar um 67%, acima de 2007.

A Grécia é uma exceção a estas perspetivas para a zona euro. O relatório prevê para 2016 um crescimento de 5% dos níveis de insolvência do país. A incerteza política, a diminuição do consumo e o controlo de capital geraram um ambiente operativo muito difícil para as pequenas e médias empresas que dominam a economia do país. A atual crise da dívida pública impulsionou as taxas de insolvência do tecido empresarial, que multiplicam cinco vezes os níveis de 2007.

Nos restantes países periféricos da zona euro, prevê-se que os níveis de insolvência empresarial continuem a melhorar, embora permaneçam notavelmente mais elevados do que antes do início da crise financeira global: em Portugal os níveis são 4,4 vezes superiores a 2007; em Itália 2,8 e em Espana 2,5.

 

Sobre a Crédito y Caución

A Crédito y Caución  é um dos operadores líderes em seguro de crédito interno e de exportação em Portugal, com uma quota de mercado de 25%. A Crédito y Caución contribui para o crescimento das empresas, há mais de 85 anos, protegendo-as dos riscos associados às vendas a crédito de bens e serviços. Desde 2008 é o operador do Atradius em Portugal, Espanha e Brasil.

Atradius é o operador global de seguros de crédito, presente em 50 países, que tem acesso a informação de crédito em mais de 200 milhões de empresas em todo o mundo. O operador global consolida a sua actividade no âmbito do Grupo Catalana Occidente.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.