As insolvências judiciais registaram uma leve inversão em 2014

As insolvências judiciais, que cresceram de forma contínua durante a crise até alcançarem um nível histórico em 2013, registaram no segundo trimestre uma inversão de tendência a nível nacional.

Madrid - 10-fev-2015

O Departamento de Gestão de Risco da Crédito y Caución registou em Portugal 17.642 novos processos de insolvência no conjunto de 2014 o que, em relação ao mesmo período do ano passado, se traduz numa queda de 5,9%. Durante a crise, os níveis de insolvência judicial em Portugal aumentaram cinco vezes: dos 3.113 processos de 2008 até aos 18.809 de 2013, ano que registou um máximo histórico. Porém, a evolução de 2014 aponta, pela primeira vez, para a possibilidade de uma inversão de tendência na evolução dos níveis de insolvência portugueses. Após a estabilização verificada no primeiro trimestre, a evolução positiva do segundo, o terceiro e quarto trimestre apresentam um decréscimo acumulado de 6,2% relativo a 2013.

A alteração de tendência tem sido particularmente intensa no âmbito empresarial, onde a redução do número de insolvências no total do ano alcançou os 16,2%. A distribuição sectorial dos processos de falência é muito semelhante à que foi registada em 2013. O sector Serviços acumula 48% dos processos de falência. No que respeita ao âmbito das famílias, a evolução é mais contida, tendo-se estabilizado o número de insolvências. 

A evolução dos próximos meses será determinante para confirmar o impacto dos indícios de melhoria macroeconómica em Portugal na contenção das insolvências judiciais.

`Estes dados são a confirmação da alteração da tendência de expansão das insolvências verificada dos últimos anos e são consequentes nomeadamente com a redução constante que temos verificado no rácios de morosidade. É notório o aumento da confiança empresarial e da actividade económica e esperamos que isso tenha um reflexo muito positivo no desempenho das empresas durante o presente ano, fundamentalmente naquelas vocacionadas para o mercado externo´, explica Paulo Morais, Diretor da Crédito y Caución em Portugal e Brasil.

As insolvências judiciais empresariais estão longe dos 500 processos trimestrais, o nível médio registado a longo prazo. O aumento significativo iniciou-se no primeiro trimestre de 2009, ao superar os 1.000 processos. O primeiro trimestre de 2011 ultrapassou os 2.000 processos trimestrais e em apenas três trimestres, registaram-se mais de 3.000 processos de insolvência e no quarto trimestre de 2011. Os 4.000 processos foram superados no quarto trimestre de 2012 e o máximo histórico, com 5.045 processos, foi alcançado no segundo trimestre de 2013.

 

Sobre a Crédito y Caución

A Crédito y Caución  é um dos operadores líderes em seguro de crédito interno e de exportação em Portugal, com uma quota de mercado de 23%. A Crédito y Caución contribui para o crescimento das empresas, há mais de 85 anos, protegendo-as dos riscos associados às vendas a crédito de bens e serviços. Desde 2008 é o operador do Atradius em Portugal, Espanha e Brasil.

Atradius é o operador global de seguros de crédito, presente em 50 países, que tem acesso a informação de crédito em mais de 100 milhões de empresas em todo o mundo. O operador global consolida a sua actividade no âmbito do Grupo Catalana Occidente.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.