China quer transformar a sua economia

Dados extraídos do relatório Crédito y Caución apontam para a reorientação da economia com base nos investimentos, das exportações, dos serviços, do consumo interno e do reequilíbrio social.

Madrid - 13-nov-2013

Após a nomeação do novo Presidente e do Primeiro-ministro a China ultrapassa uma situação bastante estável. O principal objetivo da nova administração é preservar um crescimento económico que permita criar novos postos de trabalho, combater a inflação e desenvolver uma rede pública de proteção social.

As relações entre a China e os EUA estão estáveis, apesar de algumas tensões ocasionais causadas pela venda de armas dos EUA para a Tailândia e ao respeito pelos direitos humanos. A recente mudança na estratégia de defesa dos EUA, que estabelece um novo foco na região da Ásia-Pacífico, vai responder principalmente ao objetivo de Washington de equilibrar o crescente poder militar chinês na região.

 

Rumo a um novo modelo de negócio

As previsões apontam para um novo abrandamento no crescimento chinês, de 7,5% em 2013 e 7,3% em 2014, devido à redução de investimentos e de gastos por parte do governo. A China mantém a reformulação da sua economia atual, baseada nas inversões e dependendo das exportações, com vista a atingir uma economia mais equilibrada, orientada para os serviços e baseada no aumento do consumo privado e dos níveis de gastos mais elevados, com serviços sociais para moderar a crescente desigualdade social. Com o aumento da procura interna as importações vão crescer a um ritmo mais rápido do que as exportações e a receita externa terá um impacto negativo sobre o crescimento.

Embora a China não seja imune a uma procura externa mais débil os principais riscos do crescimento futuro do país estão ligados ao seu mercado interno. O elevado crescimento do crédito, que desempenhou um papel preponderante no programa de estímulo de 2008 e 2009 é agora um foco de preocupação. A maior parte do negócio bancário está relacionada com o setor imobiliário e com o governo local. A supervalorização dos imóveis pode estar sujeita a um reajuste acentuado, o que poderia ter um impacto sobre toda a economia.

É importante que a China reequilibre a sua economia. O enorme pacote de estímulo de 2008 e 2009, a expansão do crédito dos últimos quatro anos e os investimentos insuficientes acentuaram os desequilíbrios. O governo central tem um défice orçamental menor, que permanecerá com 2,1% do PIB em 2013 e 2014. A dívida pública externa é muito baixa e tem as maiores reservas de divisas do mundo devido ao forte equilíbrio de pagamentos.

Neste contexto é possível antecipar o anúncio de novas reformas económicas durante a Terceira Sessão Plenária do Comitê Central do Partido Comunista Chinês, que será realizada nos próximos dias com enfoque na urbanização, liberalização das contas de capital, fixação dos preços dos recursos e da aceitação do investimento privado em certos monopólios estatais. Tais reformas apoiam a melhoria do setor, facilitam uma maior igualdade na distribuição da renda e ajudam a estabelecer uma estrutura económica com base no consumo e nos serviços, reduzindo ainda mais a vulnerabilidade da China à volatilidade da economia global.

 

Sobre a Crédito y Caución

A empresa Crédito y Caución  é o operador líder de seguros de crédito doméstico e de exportação em Espanha desde a sua fundação, em 1929. A sua quota de mercado de 54%, contribui há mais de 80 anos para o crescimento de empresas, protegendo-as de riscos financeiros associados às suas vendas de crédito de bens e serviços. Desde 2008, é a operadora do Grupo Atradius em Espanha, Portugal e Brasil.

 O Grupo Atradius é um operador global de seguros de crédito presente em 45 países. Com uma quota de mercado de aproximadamente 31% do mercado mundial de seguro de crédito, tem acesso a informação de créditos em mais de 100 milhões de empresas em todo o mundo e toma cerca de 20.000 decisões diárias de limites de crédito comercial. O operador global realiza a sua atividade no Grupo Catana Occidente.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.