Aumento de quase 24% na constituição de novas empresas e queda de 1% nas insolvências

As ações de insolvência em fevereiro diminuíram 1% face ao período homólogo de 2018, enquanto as constituições aumentaram quase 24%, com 4.668 novas empresas constituídas.

Madrid - 11-mar-2019

 

 

 

A Iberinform, empresa de análise de mercado do Grupo Crédito y Caución, registou um decréscimo nas insolvências em fevereiro de 2019 com 494 empresas insolventes, menos cinco que no período homólogo de 2018 (-1%). O seu valor acumulado apresenta-se inferior a 2016 e 2017, mas com mais 34 insolvências que em 2018 (aumento de 3,5% para um total de 1.007 insolvências).

 

Por tipologia é de registar que, até final de fevereiro de 2019, as Declarações de Insolvência Requeridas (DIR) diminuíram 29,4%, com menos 78 ações registadas. As Declarações de Insolvência Apresentadas (DIA) pelas próprias empresas baixaram 12%, com menos 30 ações em relação a 2018, enquanto os encerramentos com Plano de Insolvência (PA) reduziram de 16 em 2018 para quatro até final de fevereiro de 2019 (-75%). As Declarações de Insolvência (DI), correspondentes ao encerramento de processos, aumentaram de 442 para 596 (+34,8%). No computo geral há um acréscimo de 34 ações de insolvência face aos primeiros dois meses do ano passado que se traduz no aumento já referido de 3,5%. 

 

Lisboa e o Porto são os distritos com mais insolvências, 201 e 257 respetivamente. Em relação a 2018, verifica-se uma diminuição de 24,4% em Lisboa e um aumento de 29,1% no Porto.

 

Os distritos com decréscimos mais acentuados são: Vila Real (-43,8%), Évora (-38,5%), Beja (-28,6%), Lisboa (-24,4%), Viseu (-22,2%), Portalegre (-20%) e Madeira (-18,5%). Os distritos que revelam um aumento mais notório são: Horta (+200%), Ponta Delgada (+125%), Bragança (+120%), Angra do Heroísmo (+ 66,7%), Coimbra (+ 47,8%), Braga (+36%) e Faro (+35.7%). 

 

Em termos globais, no acumulado de 2019, registam-se aumentos nas insolvências em nove distritos (40,9% do total de distritos) que representam 24,5% do total de ações de insolvência. Temos também nove distritos com reduções, responsáveis por 362 ações de insolvência, que correspondem a 35,9% do total de ações no período. Sem variações relativamente a 2018 surgem os distritos de Leiria, Santarém e Setúbal que totalizam 141 ações e representam 14% do total de insolvências. 

 

Os setores com diminuição no número de insolvências são: Eletricidade, Gás, Água (-66,7%), Indústria Extrativa (-50%), Construções e Obras Públicas (-10,1%), Comércio por Grosso (-9,8%) e Outros Serviços (-5,3%). Os aumentos surgem nas atividades de Telecomunicações (+100%), Transportes (+36,8%), Indústria Transformadora (+26,6%), Agricultura, Caça e Pesca (+25%), Comércio a Retalho (+8,4%) e Hotelaria e Restauração (+1,3%). Com variação zero surge o setor de Comércio de Veículos com 36 insolvências. 


Mais 899 novas empresas em termos homólogos 


As constituições de empresas no segundo mês do ano passaram de 3.769 em 2018 para 4.668 em 2019, mais 899 novas empresas em termos homólogos (aumento de 23,9%). No acumulado do ano foram já constituídas 11.330 novas empresas, mais 25,1% que em 2018 e mais 44,5% que em 2017.

 

Os números mais significativos verificam-se em Lisboa com 3.569 novas empresas constituídas (+15%) e no Porto com 2.062 empresas (+24,4%). Setúbal regista 886 constituições (+33,2%) seguida de Braga (859 empresas e um aumento de 32%), Faro (672 empresas e um crescimento de 20,9%), Aveiro (551 empresas, +30,5%), Leiria (459 empresas, +35,4%), Coimbra (343 empresas, + 42,3%), Santarém (332 empresas, acréscimo de 39,5%) e Viseu com 255 empresas e um aumento de 30,8% face a fevereiro de 2018.

 

Apenas o distrito de Angra do Heroísmo vê as constituições descerem de 31 em 2018 para 27 em 2019 (-12,9%).

 

Com maiores variações surgem os setores de Transportes que evolui de 316 em 2018 para 743 em 2019 (aumento de 135,1%), Construção e Obras Públicas, de 960 para 1.445 em 2019 (+50,5%), Indústria Extrativa, com 14 novas constituições versus 10 em 2018 (+40%), Agricultura, Caça e Pesca, de 232 para 322 em 2019 (+38,8%) e Indústria Transformadora que aumenta de 526 para 675 em 2019 (+28,3%). Apenas o setor de Telecomunicações regista um decréscimo de 8,3% relativamente a 2018 passando de 24 para 22 novas constituições em fevereiro de 2019. 

 

Sobre a Crédito y Caución

 

Crédito y Caución é uma das marcas líderes em seguro de crédito interno e de exportação em Portugal, com uma quota de mercado de 27%. A Crédito y Caución contribui para o crescimento das empresas, protegendo-as dos riscos de incumprimento associados a vendas a crédito de bens e serviços. A marca Crédito y Caución também está presente em Espanha e no Brasil. No resto do mundo opera como Atradius. Com uma quota de mercado mundial de 24%, somos um operador global de seguro de crédito presente em mais de 50 países.  A nossa actividade consolida-se no Grupo Catalana Occidente.
 

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.