Temor ao protecionismo na Ásia-Pacífico

O Barómetro de Práticas de Pagamento revela que cresce o receio das medidas protecionistas entre os exportadores da Ásia-Pacífico

Madrid - 24-mai-2018

 

 

Segundo as previsões atuais para 2018, o crescimento do PIB mundial acelerará para 3,2%, registrando a expansão anual mais intensa desde 2011. No entanto, as perspetivas de que esta evolução se prolongue no tempo diminuem devido, em grande medida, ao aumento das medidas protecionistas nos Estados Unidos e ao seu potencial para desencadear uma guerra comercial centrada nos países asiáticos. Este cenário está a aumentar o receio dos exportadores na região da Ásia-Pacífico de uma diminuição das suas receitas. Pelo contrário, os fornecedores centrados no comércio interno consideram que a introdução de barreiras comerciais internacionais será uma oportunidade de crescimento empresarial.

 

 

O agravamento do ambiente de comércio global nos próximos meses devido a um aumento do protecionismo poderia ter sérias repercussões na Ásia-Pacífico. Segundo o Barómetro de Práticas de Pagamento divulgado pela Crédito y Caución, 45% dos exportadores da região espera que a sua faturação caia entre 10% e 20% devido à incerteza e à modificação dos acordos comerciais.

 

Segundo o estudo, 52% dos fornecedores questionados na China mostram-se pessimistas quanto a uma potencial perda de exportações após a introdução de barreiras comerciais, tarifas e restrições. A opinião dos fornecedores chineses é partilhada pelas empresas na Indonésia (65%), em Taiwan (48%) e em Hong Kong (47%), economias com relações comerciais profundamente entrelaçadas com a China. Pelo contrário, os fornecedores centrados no comércio interno, como 29% das empresas na Indonésia, consideram que o protecionismo será uma oportunidade para o crescimento empresarial.

 

Apesar da preocupação com o impacto das tendências protecionistas nas previsões do comércio da Ásia-Pacífico, os países da região estão a esforçar-se para fortalecer os laços comerciais com o resto do mundo, recorrendo cada vez mais à Austrália para a cooperação económica e comercial. Isto explica por que 54% das empresas australianas não esperam um impacto negativo na faturação de seus negócios nos próximos meses. As empresas japonesas (51%) partilham a mesma visão otimista.

 

Apesar da melhoria no ambiente de insolvência, neste contexto de riscos económicos e políticos para o crescimento do comércio mundial, as empresas da Ásia-Pacífico mostram uma maior aversão ao risco na sua abordagem ao crédito comercial em operações B2B. Pelo terceiro ano consecutivo, a proporção de vendas B2B nacionais e estrangeiras negociadas a crédito diminui de 45,9% em 2017 para 43,6% em 2018.

 

A duração do período médio de pagamento aumenta de 55 dias em 2017 para 57 dias em 2018. Todos os países estudados na Ásia-Pacífico, exceto China e Singapura, experimentaram um aumento na duração do período médio de pagamento durante o exercício passado. Embora 2018 tenha trazido pequenas mudanças na proporção média de incumprimento no B2B, algumas coisas não mudam: a principal razão para um incumprimento é a falência do cliente ou o encerramento do negócio.

 

Andreas Tesch, Chief Market Officer da Atradius, comentou: "Espera-se que o crescimento global do PIB se mantenha sólido este ano, mas irá moderar-se ligeiramente para 3,0% em 2019. Embora o crescimento tenha uma base cada vez mais ampla, os riscos para esta boa evolução aumentaram. Na Ásia-Pacífico, o protecionismo norte-americano, incluindo a ameaça de uma guerra comercial, uma política descontrolada do Fed, a desaceleração do crescimento da China ou os riscos geopolíticos podem dificultar seriamente o crescimento, reduzir a confiança empresarial e provocar a deterioração do ambiente de insolvência regional. Portanto, é essencial que os fornecedores adotem um enfoque prospetivo para proteger os seus fluxos de caixa".

 

Eric den Boogert, Diretor da Atradius Ásia, comentou: "O negócio da Atradius está baseado no conhecimento e na informação. Avaliar o risco é fundamental para as relações que construímos com os nossos clientes. Muitas empresas asiáticas agora beneficiam de uma maior liberalização do comércio internacional à medida que novos acordos são fechados ou se melhoram os já existentes. Com as crescentes oportunidades, oferecer aos nossos clientes a confiança de que precisam para expandir-se com os parceiros de negócios adequados é uma prioridade para nós".

 

Sobre a Crédito y Caución

 

Crédito y Caución é uma das marcas líderes em seguro de crédito interno e de exportação em Portugal, com uma quota de mercado de 27%. A Crédito y Caución contribui para o crescimento  das empresas, protegendo-as dos riscos de incumprimento associados a vendas a crédito de bens e serviços. A marca Crédito y Caución também está presente em Espanha e no Brasil. No resto do mundo opera como Atradius. Com uma quota de mercado mundial de 24%, somos um operador global de seguro de crédito presente em mais de 50 países.  A nossa actividade consolida-se no Grupo Catalana Occidente.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.