Setenta e nove por cento das empresas têm que aceitar prazos de pagamento superiores aos desejados

Os estímulos fiscais e as injeções de liquidez ao tecido produtivo levaram os prazos de pagamento entre empresas a níveis pré-Covid-19
 

Lisboa - 06-mai-2021

 

 

De acordo com o Estudo de Gestão de Risco de Crédito em Portugal, impulsionado pela Crédito y Caución e Iberinform, os estímulos fiscais e as injeções extraordinárias de liquidez ao tecido produtivo remeteram os prazos de pagamento entre empresas a níveis pré-pandemia. Há um ano, quando se tomaram as primeiras medidas de distanciamento social e o encerramento temporário da atividade produtiva, coincidindo com a declaração inicial do Estado de Emergência, as empresas portuguesas esperavam um severo agravamento dos prazos de pagamento nas operações comerciais.

 

 

De acordo com o estudo, 14% do tecido produtivo teve que trabalhar em 2020 com prazos superiores a 90 dias quando há um ano 33% das empresas portuguesas esperava ter que suportar esses prazos de pagamento por causa de problemas de liquidez. No entanto, para 2021, 18% do tecido empresarial prevê trabalhar com prazos superiores a 90 dias, o que representa um agravamento dos prazos nos seus créditos comerciais. Apenas 41% das empresas opera com os prazos inferiores a 60 dias previstos no Decreto-Lei n.º 62/2013 de transposição da Diretiva Europeia de medidas de luta contra os atrasos de pagamento nas transações comerciais.

 

 

Setenta e nove por cento empresas aceitam prazos de pagamento superiores aos desejados para poderem manter as suas carteiras de clientes. O estudo revela pior comportamento nas PME do que nas Grandes Empresas; 39% das GE tiveram de aceitar prazos de pagamento superiores aos desejados face a 49% no segmento das PME. Este comportamento está relacionado com outras evidências reveladas pelo estudo, como o aumento dos problemas de liquidez do tecido empresarial. O melhor comportamento regista-se no setor público. Apenas 14% das empresas que têm relações comerciais com a Administração Pública têm que aceitar uma extensão dos prazos de pagamento. A capacidade dos profissionais liberais para impor prazos de pagamento também se situa nos 23%.

 

 

Ao abordar as razões que explicam os atrasos nos pagamentos, a falta de disponibilidade de fundos (77%) é a razão mais referida, antes do atraso intencional dos clientes (45%). A complexidade dos procedimentos de pagamento (12%), a emissão de faturas incorretas (5%) ou as disputas quanto à qualidade dos bens e serviços fornecidos (1%) completam os motivos apresentados pelos clientes para atrasar os seus pagamentos.

 

Sobre a Iberinform


A Iberinform é a filial da Crédito y Caución que oferece soluções de gestão de clientes para as áreas financeiras, de marketing e internacional. Fornece bases de dados para a identificação de novos clientes e ferramentas que facilitam a gestão de riscos, a análise e acompanhamento de clientes ou setores. O seu serviço de informação empresarial possibilita a obtenção de relatórios de empresas em mais de 200 países ou territórios e aceder às maiores bases de dados de incumprimento bancário em Espanha, como o RAI e ASNEF Empresas.

 

Sobre a Crédito y Caución


Crédito y Caución é uma das marcas líderes em seguro de crédito interno e de exportação em Portugal, com uma quota de mercado de 24%. A Crédito y Caución contribui para o crescimento das empresas, protegendo-as dos riscos de incumprimento associados a vendas a crédito de bens e serviços. A marca Crédito y Caución também está presente em Espanha e no Brasil. No resto do mundo opera como Atradius. Somos um operador global de seguro de crédito presente em mais de 50 países.  A nossa actividade consolida-se no Grupo Catalana Occidente.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web utiliza cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

 

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.