Sectores Metalúrgico e Alimentar da Alemanha mantêm a estabilidade até ao final do ano

Crédito y Caución prevê, para o segundo semestre do ano, uma estabilização continuada em alguns sectores da economia alemã, nomeadamente o Metalúrgico e o Alimentar.

Madrid - 25-ago-2010

Os especialistas da Crédito y Caución prevêm, para o segundo semestre do ano, uma estabilização continuada em alguns sectores da economia alemã, nomeadamente o Metalúrgico e o Alimentar. Apesar da recuperação, os níveis de produção registados antes da crise, no sector Metalúrgico, não serão novamente alcançados antes de 2012 ou 2013. No sector Alimentar a estabilidade será igualmente uma realidade durante os próximos meses, sendo que este sector irá ainda beneficiar de oportunidades nos mercados de exportação.

O sector Metalúrgico alemão foi um dos mais afectados pela crise económica que se registou em 2009. O facto de depender de sectores em dificuldade, como são exemplos o sector Automóvel e o da Construção, fez com que o volume de negócios recuasse bastante em 2009, chegando mesmo a atingir o nível mais baixo dos últimos cinco anos. No entanto, no segundo semestre de 2009, o sector iniciou a recuperação e, entre Janeiro e Junho deste ano, a produção de aço bruto aumentou 64,4% face ao período homólogo. Mesmo assim, a situação continua difícil e propensa a riscos adversos, devido aos aumentos dos preços das matérias-primas, aos maiores riscos nos mercados financeiros e a uma situação económica ainda muito instável.

Ainda no mesmo sector, a Crédito y Caución registou, desde o início do ano, uma melhoria ao nível dos pagamentos e uma redução dos incumprimentos. Contudo, a actual recuperação económica da Alemanha apenas se reflecte nos actuais números de insolvências. Em 2009, uma primeira vaga de insolvências afectou o sector Industrial, em particular os fornecedores dos sectores Automóvel e de Máquinas/Ferramentas. Fruto da lenta recuperação nos últimos meses, uma segunda vaga de insolvências afectou outras áreas, como por exemplo o sector dos Serviços.

No sector Alimentar, e apesar de o volume de negócios se ter mantido estável durante o primeiro semestre de 2010 [com 72.900 milhões de euros e uma redução de apenas 0,2% face ao período homólogo], a facturação do retalho diminuiu ligeiramente, decrescendo 2,4% entre Janeiro e Maio de 2010. A concorrência continua agressiva e a pressão sobre os preços afecta a todos os níveis: Produção, Comércio por Grosso e Retalho. Apesar da estagnação do mercado interno, os produtores alemães conseguiram melhorar a sua actividade aumentando as exportações para a Europa, sendo importante para isso o seu prestígio ao nível da qualidade.

De uma forma geral, os produtores de alimentos devem fazer frente a longos prazos de pagamento, que geralmente são exigidos pelos retalhistas. No entanto, o número e o valor dos pagamentos em atraso e das reclamações recebidas de clientes neste sector têm vindo a diminuir desde o quarto trimestre de 2009, concluindo-se que a crise económica global não teve um impacto significativo no sector.

Devido à sua relativa resistência em relação à volatibilidade económica, a Crédito y Caución prevê que o sector Alimentar mantenha-se estável nos próximos meses e que beneficie das oportunidades decorrentes da exportação.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web usa cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.