Brasil: rápida evolução

Em entrevista ao Crédito e Cobrança, o diretor-presidente da Crédito y Caución faz uma avaliação do seguro crédito no Brasil e aponta as perspectivas para os próximos anos.

Madrid - 11-mar-2010

"Nossa evolução no Brasil é muito positiva, tendo em conta que estamos ainda na fase de start-up da companhia", explica Flávio Navarro, diretor-presidente da Crédito y Caución no Brasil.

Como você vê o atual mercado de seguro de crédito no Brasil?

O mercado brasileiro de seguro de crédito ainda não possui a representatividade de outros, como os da América do Norte, América Central e Europeu. Nessas regiões, o seguro de crédito tem se mostrado uma importante ferramenta de gestão, proteção e econômico/financeira, quer para a iniciativa privada, empresas e bancos, quer para governos.

No Brasil, ele ainda pode ser considerado como um Green Field. Em 2009 o mercado emitiu apenas aproximadamente R$ 100 Milhões em prêmios. Comparativamente o Grupo Atradius, que opera no Brasil por meio da Crédito y Caución, emitiu cerca de 1,6 bilhões de Euros no último exercício fiscal encerrado, dos quais somente a Crédito y Caución contribuiu com mais de 500 milhões de Euros.

Porém, acreditamos que chegaremos à mesma dimensão que o seguro de crédito possui nesses outros mercados a partir do momento em que o empresariado brasileiro tome conhecimento da existência desse produto e de seus benefícios,.

Você aposta em um crescimento da oferta de crédito para os próximos anos?

Nos próximos anos o mercado de seguro de crédito deverá continuar o processo de disseminação e aculturamento onde novos "prospects" serão conquistados nas mais diversas regiões do país, atingindo a maioria dos setores econômicos, assim como ocorreu na Espanha e Portugal e em outros países onde este mercado já se encontra amadurecido.

Como está situada a operação brasileira dentro da Crédito y Caución?

Estamos falando de uma das principais economias do mundo. Dentro da Crédito y Caución nossa operação é vista com enorme. A grande diversidade de setores econômicos que o país possui se traduz em uma ótima oportunidade para o Grupo desenvolver os negócios, quer localmente, quer internacionalmente. Nossas expectativas não poderiam deixar de ser diferentes da vocação de liderança do Grupo, sendo que pretendemos ocupar posição de destaque no cenário nacional nos próximos anos, contribuindo para o crescimento econômico do país. Os dados disponíveis de 2009 demonstram que alcançamos uma quota de mercado de 8% no mercado interno, dado este que reflete uma cifra significativa tendo em conta que se trata tão somente de nosso segundo ano completo de atividade.

Mantenha-se informado. Receba a nossa Newsletter

Esta pagina web usa cookies

Utilizamos cookies de terceiros para fins analíticos (produzindo estatísticas baseadas nos seus hábitos de navegação), personalização (para lembrar o idioma ou as configurações preferidas da web) e publicidade comportamental (para desenvolver perfis e oferecer publicidade adaptada às suas preferências de navegação). Poderá configurar o uso desta tecnologia. Poderá também modificar ou retirar o seu consentimento a qualquer momento, clicando em "Declaração de Cookies".

Marketing

Os cookies de marketing são utilizados para rastrear os visitantes dos sites. A intenção é exibir anúncios que sejam relevantes e atraentes para o utilizador individual e, por conseguinte, mais valiosos para os editores e anunciantes terceiros.

Necessárias

Os cookies necessários ajudam a tornar um site utilizável, ativando funções básicas como navegação na página e acesso a áreas seguras do site. O website não pode funcionar corretamente sem estes cookies.

Estadísticas

Os cookies estatísticos ajudam os proprietários dos sítios Web a compreender como os visitantes interagem com o sítio Web, recolhendo e fornecendo informações de forma anónima.

Preferências

Os cookies de preferências permitem que o site se lembre de informações que alteram a forma como o site se comporta ou é apresentado, tais como o seu idioma preferido ou a região em que se encontra.